Home » Atualidades » Notícias dos jornais: Manchete de domingo 14/07/2013

Notícias dos jornais: Manchete de domingo 14/07/2013

Povo-nas-ruas-e-políticosAs notícias mais importantes deste domingo, 14 de julho de 2012, as principais manchetes dos jornais impressos do Brasil

  • O Globo

Manchete: Invasão Americana – Brasil quer saber se EUA espionaram Forças Armadas

Ministério da Defesa investiga quais dados militares podem ter sido obtidos pela NSA

Acesso a comunicações diplomáticas também é investigado. Com programa espacial paralisado, país continua dependendo de tecnologia americana para monitorar seu próprio território com o uso de satélites

A revelação de que milhões de conversas por telefone e e-mail no Brasil foram alvo de monitoramento da NSA levou as Forças Armadas brasileiras a analisar se dados de interesse militar podem ter sido atingidos. O acesso a comunicações diplomáticas também está sendo investigado, relata José Casado. Na última década, o Brasil deixou de fazer investimentos que permitiriam desenvolver satélites próprios, mantendo a dependência dos EUA para captar imagens do território nacional, informa Roberto Maltchik. (Págs. 1, 34 e 35)

Décadas de Vigilância – Estudioso da história da NSA, James Bamford afirma que a América do Sul é espionada desde os anos 90. E diz que a agência é capaz de lançar ciberguerras, mas que é pouco eficaz contra o terrorismo.(Págs. 1 e 36)

Campeão de biodiversidade e dono do maior número de áreas protegidas do mundo, o Brasil vive um paradoxo: seus parques nacionais são muitas vezes inacessíveis. Falta a infraestrutura básica, como caminhos sinalizados e guias treinados. E sobram restrições à visitação e dificuldades burocráticas. Anavilhanas (foto), cartão-postal da Amazônia, tem dois funcionários para 400 ilhas e nenhum guia de parque.(Págs. 1, 41 e 42)
Grandes obras do PAC estouram prazos

De 42 projetos lançados em 2007, 40 deveriam estar prontos, mas metade não foi entregue. Custo subiu R$ 100 bi. (Págs. 1 e 3)

Fatia de estatais engorda superávit

Para fechar as contas e atingir a meta fiscal, o governo está mais dependente dos dividendos das estatais. Desde 2007, o total quadruplicou, de R$ 6,9 bilhões para R$ 28 bilhões. (Págs. 1 e 27)

Tendência preocupante: Cresce número de cesarianas no SUS

A proporção de cesarianas (partos cirúrgicos) no SUS foi de 23,9% para 38,3% em 11 anos, reproduzindo modelo da rede privada. A OMS considera aceitável índice de 15%. (Págs. 1 e 11)

Ônibus faturam em outros setores

Empresários de ônibus têm participação em terminais rodoviários, agência de publicidade e no futuro VLT, além de venderem veículos do BRT para si mesmos. (Págs. 1 e 12)

CBF critica taxas nos estádios

O presidente da CBF, José Maria Marin, criticou o valor das taxas nos novos estádios e revelou que Felipão quer a nova Granja Comary como base na Copa. (Pág. 1 e Caderno Esportes)

Colunistas: Hélio Gaspari

Mercadante, o articulador do caos (Págs. 1 e 10)

Colunistas: Merval Pereira

Estudo analisa a causa dos protestos (Págs. 1 e 4)

————————————————————————————

  • O Estado de S. Paulo

Manchete: Prefeituras inflam quadros com servidores sem concurso

Em quatro anos, foram criados nos 5.566 municípios do País 64 mil cargos comissionados, uma alta de 14%

Entre 2008 e 2012, os 5.566 prefeitos do País criaram 64 mil cargos comissionados – aqueles para os quais não é necessário concurso publico e costumam ser loteados por indicação política -, informam Daniel Bramatti e José Roberto de Toledo. No total, os prefeitos elevaram essas vagas em 14%. Com a abertura desses novos postos, o total de servidores municipais em cargos de livre nomeação chegou a 508 mil, segundo dados comp0ilados com base em informações do IBGE. Enquanto as prefeituras abriram as 64 mil vagas, o governo federal, no mesmo período, passava a abrigar 493 servidores não concursados a mais em seus quadros (aumento de 9%). O número de não concursados é 85 vezes maior na esfera municipal do que na federal (508 mil ante 5.930). Goiás concentra sete das dez prefeituras com maior porcentual de não concursados. (Págs. 1 e A4)

Vila Propicio, a campeã

O prefeito Waldilei Lemos (DEM) tomou posse em Vila Propicio (GO) e descobriu que 77% dos servidores eram comissionados, “um monte de cabos eleitorais”. (Págs. 1 e A4)

‘Brasil exigirá respeito à privacidade’, diz Bernardo

Reagindo a denuncia de que os EUA espionaram telefonemas, e-mails e os acessos a internet de cidadãos e empresas brasileiros, o governo vai levantar na ONU a discussão sobre a governança na rede mundial, disse ao Estado o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo. Ele acrescentou que o País também vai investigar mais em infraestrutura de rede e garantir o livre uso da internet com respeito à liberdade individual. (Págs. 1 e A12)

Uma guinada na economia

Um dos pais do Plano Real, Arida defende uma mudança radical na economia, com menos intervencionismo, uma postura mais pró-mercado e esquecer o Mercosul. (Págs. 1 e B4)

Jornada adota redes sociais

A Jornada Mundial da Juventude usa a ferramenta certa para atrair seu público-alvo; as redes sociais. Voluntários, como Felipe Pinho, se revezam para atualizar Twitter e Facebook. (Págs. 1, A22 e A23)

18 são presos no Rio antes da visita do Papa. (Págs. 1 e A21)
Notas & Informações: Mais um tropeço econômico

A produção vai mal, o consumo fraqueja e o emprego industrial começa a ratear. (Págs. 1 e A3)

Reportagem especial: Há menos médicos que hospitais

Por falta de médicos, os 12 mil moradores de Barra do Ribeiro, no Rio Grande do Sul, deslocam se para outras cidades para se submeter a um simples raio X, embora o município tenha um hospital equipado há 13 anos. Dados mostram que a infraestrutura de saúde cresceu mais que o número de médicos no País. Em outras cicades, o problema se inverte: há médicos e falta equipamento.

Cervejaria ajuda na conta do táxi

Empresários discutem com o governo soluções para oferecer táxi mais barato para trazer de volta aos bares o consumidor que parou de sair por causa da bei Seca. (Págs. 1 e B9)

João Bosco Rabello: Dilma e a reforma ministerial

A reforma ministerial será feita para parecer como decorrência da saída de ministros para as eleições, e não como resultado da crise do governo. (Págs. 1 e A11)

João Ubaldo Ribeiro: O ritual do esperneio

A espionagem reinante será aperfeiçoada. A privacidade morreu, nada mais é segredo. Mas podemos continuar a espernear, por enquanto. (Págs. 1 e C5)

————————————————————————————

  • Correio Braziliense

Manchete: Impasse sobre caças deixa espaço aéreo vulnerável

Em dezembro, os 12 aviões Mirages fabricados nos anos 1980 se aposentam, e o Brasil corre sério risco de ver seu território à mercê de invasões. O programa FX-2, conhecida novela de US$ 7 bilhões para compra de aeronaves modernas, se arrasta há 12 anos e seu último capítulo continua incerto. A disputa entre americanos (Boeing), franceses (Dassault) e suecos (Saab) para fornecer os aviões está acirrada. Enquanto isso, a presidente Dilma Rousseff ainda não acenou com a decisão sobre a aquisição bilionária. (Págs. 1 e 2)

Custo de Vida: Inflação trava crescimento

Motor da economia nos últimos anos, esse segmento da sociedade encara agora a alta dos preços e o endividamento exagerado. O Correio traz exemplos de brasileiros que enfrentam esse período de dinheiro curto.(Págs. 1 e 9 a 11)

Invasão irregular ameaça Palácio do Jaburu

————————————————————————————

  • Estado de Minas

Manchete: BH sem postura

Dez anos de falta de respeito às normas que regulamentam uso do espaço público na capital

Sancionado em 14 de julho de 2003, o Código de Posturas da cidade ainda enfrenta sérios problemas, sendo os principais as péssimas condições das calçadas e obstrução de ruas, passeios e quarteirões fechados. O Estado de Minas percorreu regiões e mostra os sacrifícios impostos aos pedestres, que, diante da impossibilidade de seguir em linha reta, são obrigados a andar no asfalto em meio ao tráfego.

De acordo com dados da Secretaria Municipal Adjunta de Regulação Urbana, infrações cometidas pela construção civil, estabelecimentos comerciais, oficinas
mecânicas, ambulantes e veículos, entre outros, resultaram em 33,4 mil autuações
desde 2012, média de 84 por dia. Em 2010, foram 30,8 mil e, em 2011, 32,2 mil, o que aponta crescimento de 8,4% em comparação com o ano anterior. (Págs. 1, 21, 24 e 25)

Frutas S/A: De Minas para mesas europeias

Manga, limão e banana são vedetes das exportações de frutas do estado. O maior consumidor é a Europa. Para agradar ao paladar estrangeiro e obter boa cotação no mercado, produtores se especializaram e modernizaram as lavouras. Próxima etapa é conquistar consumidores na Rússia e Oriente Médio. (Págs. 1, 12 3 13)

Trava social: Alta de preços inibe a ascensão à classe C

Inflação diminui ritmo de crescimento da camada social que chegou a ser o motor da economia no país. (Págs. 1 e 6)

Dinheiro de pontes sumiu

A Prefeitura de Paulistas, Vale do Rio Doce, é acusada de forjar processos licitatórios e embolsar R$ 4,2 milhões repassados pela União para a construção de 14 pontes, mas só deu início a quatro, uma delas a do Petrônio (acima). (Págs. 1 e 8)

———————————————————————————–

  • Jornal do Comercio

Manchete: O inferno astral de Dilma

Nos últimos 50 dias, presidente enfrentou violentos protestos nas ruas, aumento da pressão dos aliados, desconfiança de parte do próprio PT e queda na popularidade. (Págs. 1 e 6 a 8)

Jovens já contam as horas para ver o papa

Chegada de Francisco ao Rio, dia 27, para a Jornada Mundial da Juventude, é muito aguardada. Custo do evento pode chegar a R$ 350 milhões. (Págs. 1, 13, 16 e 17)

————————————————————————————

  • Revista Veja

Manchete: Choque de Ilusão

A MP dos Médicos mostra que, depois do grito dos brasileiros nas ruas, governar virou uma emergência

Francisco e os jovens

O Papa vai se encontrar no Rio de Janeiro com aqueles que são a esperança e o desafio da Igreja Católica

————————————————————————————

  • Revista Época

Manchete: Eu espiono você

Nenhum brasileiro está salvo da espionagem digital do governo americano

Exclusivo

As suspeitas sobre uma licitação de R$ 1,2 bilhão no Rio de Janeiro

Parceria

A sociedade entre o cantor João Gilberto e o financista Daniel Dantas

————————————————————————————

  • Revista ISTOÉ

Manchete: Quem é o novo católico que espera o Papa

O jovem seguidor da igreja mudou: ele aceita discutir tabus, defende a ação social, quer atuar junto aos pobres e não se dedica mais só a questões espirituais

A visita de Francisco ao Brasil

A mensagem. Os aposentos. Os cuidados especiais. A segurança.

Protestos

Como uma greve oportunista e fracassada afasta ainda mais os sindicalistas da sociedade

————————————————————————————

  • ISTOÉ Dinheiro

Manchete: A face jovem do Walmart

Uma estratégia ousada, experiências inéditas em logística e distribuição, investimentos milionários e caça aos melhores cérebros da internet. São essas as armas do executivo Fernando Madeira, ex-Terra, para transformar a maior varejista do mundo na força dominante do comércio eletrônico no País. Mostramos o Walmart que não se vê nos hipermercados e os primeiros resultados dessa guinada na filial brasileira.

Fernando Madeira, presidente do Walmart.com na América Latina “A companhia decidiu que agora é a hora de investir e crescer no País. Vamos com tudo”

Espionagem: As empresas brasileiras na mira dos EUA
Mercado: Bovespa em pé de guerra com operadores independentes

Perfil: Quem é o polêmico coronel do comércio

 

————————————————————————————

  • Carta Capital

Manchete: A saúde está doente

A falta de médicos, a precariedde dos hospitais, os problemas de gestão e a insuficiência de recursos ameaçam o SUS. Confira os diagnósticos de Adib Jatene, Alexandre Padilha, Dráuzio Varella, José Gomes Temporão, Rogério Tuma e Riad Younes

Diplomacia: O asilo de Molina em La Paz ameaça a relação Brasil-Bolívia

Vira-Lata?

A alta da Selic é o primeiro passo de uma rota perigosa

Egito

O golpe militar aprofunda as dúvidas sobre os destinos do Oriente Médio

————————————————————————————

  • Zero Hora

Manchete: Pública ou Privada, a saúde em colapso

Falta de médicos e de estrutura no SUS, demora no atendimento dos planos particulares: todos se queixam do sistema no país. (Págs. 1, 4 e 6)

Sigla POP: Porque as PECs viraram bandeiras

Entenda o que são as propostas que pretendem atualizar a Constituição. (Págs. 1, 8 e 9)

No Congo: O general à frente de 20 mil homens

Gaúcho lidera força de paz em país mergulhado em conflito há 15 anos. (Págs. 1 e 18)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>